Acessar Roteador WiFi atras de NAT

Padrão

Regras de firewall parra acessar um roteador que esteja atrás de um NAT.

iptables -t nat -A PREROUTING -p tcp -i ppp0 –dport 80 -j DNAT –to 192.168.0.1:80
iptables -t nat -A POSTROUTING -d 192.168.0.1 -j MASQUERADE

Alguns roteadores, principalmente os TP-Link, bloqueiam o acesso através de redes externas, neste caso será necessário modificar o cabeaçlho REFER do HTML. No Firewall isto é feito com o plugin RefControl, coloca-se para forçar o REFER como o ip do roteador. por exemplo: http://192.168.0.1

Debug programa C++

Padrão

Para debugar um programa em C++ utilize a opção “-g” na compilação, será gerado um arquivo a.out

g++ -g clientes.cpp

Depois inicie o debugador gdb

gdb a.out

Depois só executar o programa através do deputador

run clientes

Depois que ocorrer o erro é só dar um “backtrace”

backtrace

SELinux – Permissão arquivos

Padrão

You can check the current SELinux permissions with the following command:

ls -lZ

You can set SELinux permissions with the following command:

chcon unconfined_u:object_r:httpd_user_content_t:s0

You can use a wildcard to change all files in a directory like so:

chcon unconfined_u:object_r:httpd_user_content_t:s0 *

You can set permissions to all files and directories recursively using this (this is the command that will likely fix your permission issue, you should avoid 777 like then plague):

chcon -R unconfined_u:object_r:httpd_user_content_t:s0 *

If you wish to use home directories to serve sites or applications, you need to issue this command:

setsebool -P httpd_enable_homedirs=1

I have had issues with fsockopen on centos with Selinux and I had to use the following (the -P makes this change permanent, you will liekly need this command also):

setsebool -P httpd_can_network_connect 1

You can see what flags are set on HTTPD with:

sestatus

 

Desbloquear modem GVT

Padrão

Comando para desbloquear modem GVT.

Acessar através de telnet.

cd Services_GvtConfig; set AccessClass 4; fcommit; reboot

 

Sagemcom F@st 5350 GV – Desbloqueio

Abra seu navegador (Mozilla Firefox ou Google Chrome), entre na página de configuração do modem e faça login. Com a página aberta, pressione CTRL+SHIFT+K no Firefox ou CTRL+SHIFT+J no Chrome. No console que abre, de acordo com a versão do firmware de seu modem, entre com:

SG790131200068 e SG790131200312

$.xmo.setValuesTree(4, "Device/Managers/NetworkData/RunLevel")

SG790131200412 e SG790131200418

var x = $.xmo;
x.init();
x.login("internal", "");
x.setValuesTree(4, $.xpaths.runlevel);
Reinicie o modem, ele estará em runlevel 4. Se quiser outro runlevel, basta trocar na linha acima.

 

 

10 coisas que ninguém lhe disse sobre ser criativo

Padrão

Publicado originalmente em matheusdesouza.com

“Bons artistas copiam, grandes artistas roubam”. (PICASSO, Pablo)

Essa famosa citação de Picasso é a premissa para o renomado livro “Roube como um Artista” de Austin Kleon. Com base em sua apresentação no TEDx em 2012, Kleon nos mostra como “roubar” ideias de tudo o que nos rodeia e combiná-las entre si (juntamente com nossas próprias ideias) para criar algo inteiramente novo.

Este é um livro pequeno, mas com grande efeito. O li em pouco mais de 1 hora, mas tenho certeza que levarei suas dicas para o resto da vida (sem exageros).

Abaixo está um breve resumo de cada lição e como você pode implementá-las em sua vida como empreendedor, escritor, fotógrafo ou criativo em geral.

1- Roubar como um artista

Foi Mark Twain que disse uma vez:

“Não existe uma nova ideia. É impossível. Nós simplesmente pegamos um monte de ideias antigas e, então, as colocamos em um tipo de caleidoscópio mental”.

Nada é original. Cada trabalho criativo tem e sempre terá sido influenciado por outra coisa.

O que você pode fazer?

Ao invés de tentar ser original, foque em como você pode remixar, transformar e melhorar as ideias existentes — construindo a partir delas.

Crie a sua arte através de coisas que você vê diariamente. Roube ideias de seus amigos, familiares, colegas, músicas, filmes, livros e tudo o mais que você encontrar.

2 – Não espere até saber quem você é para começar

Se você está escrevendo, criando um novo produto ou planejando estratégias para resolver um problema, o único pré-requisito para começar a criar é esquecer quem você é.

O que você pode fazer?

Copie os seus influenciadores no início. Toque na mente daqueles que você pretende copiar e descubra quem os inspirou. Estude os influenciadores de seus influenciadores.

Eventualmente, você vai adaptar essas ideias para sua própria abordagem e terá evoluído a partir da cópia. Uma vez que seu próprio estilo seja formado, outros vão começar a copiar você.

3 – Escreva o livro que você quer ler

Há um equívoco quando se diz que você deve escrever um livro com base na área que você tem mais conhecimento. Como um especialista em um determinado assunto, o livro será uma boa leitura, certo?

Não necessariamente.

O que você pode fazer?

Muitos de nós muitas vezes têm conhecimento em áreas de pouco interesse para o públicomainstream — talvez nossas profissões ou coisas que aprendemos na faculdade. Em vez de sucumbir a um livro sobre estes temas, escreva o livro que você está morrendo de vontade de ler.

O seu entusiasmo genuíno e sua paixão para o assunto farão você cavar mais fundo e criar algo maior do que pensava inicialmente ser possível. Seu remix de ideias fará mais sentido do que mais um livro profissional reiterando o que muitos já disseram antes de você.

4 – Use as mãos

De acordo com Kleon, “os computadores roubaram o sentimento de que estamos verdadeiramente fazendo coisas”.

Temos dois modos de funcionamento: digital e analógico. O autor sugere que, devido a tecnologia, estamos perdendo o segundo.

O que você pode fazer?

Programe um tempo longe do computador e da internet para usar as mãos. Escrever, desenhar, construir — fazer qualquer coisa física que crie um resultado tangível.

Algo tão simples como tomar notas num papel durante a sua próxima reunião de equipe ao invés de utilizar um tablet pode ajudá-lo a canalizar essa energia.

Como Stanislas Dehaene, psicólogo no Collège de France, em Paris, disse ao New York Times, “(…)quando a mão escreve, um circuito neural exclusivo é automaticamente ativado. (…) há uma espécie de reconhecimento por simulação mental em seu cérebro. Aprender fica mais fácil”.

5 – Projetos paralelos e hobbies são importantes

Pratique a “procrastinação produtiva” trabalhando em projetos paralelos e passatempos que levem sua mente para fora do trabalho e não tenham um propósito de ganhar dinheiro.

Passatempos como estes agem como uma forma de meditação e dão ao seu cérebro a chance de descansar e recarregar.

O que você pode fazer?

Reserve um tempo para não fazer nada. Alguns criativos tem suas melhores ideias durante passatempos simples como caminhar, jogar videogame ou mesmo limpar a casa. Como a artista Maira Kalman diz: “Evitar trabalho é a maneira de focar minha mente.”

6 – Faça um bom trabalho e compartilhe com as pessoas

No início, obviamente, você terá um pequeno público. Aproveite. Nessa fase você tem a chance de experimentar diferentes abordagens sem ter a pressão de ser alguém de renome dentro do mercado que atua.

O que você pode fazer?

Crie um grande trabalho, melhore-o de forma constante e compartilhe com o máximo de pessoas que conseguir. Aproveite as críticas como uma forma de aperfeiçoar seu produto ou serviço. Observe não só os grandes players do seu setor como também o de outros. Eles lhe ajudarão a obter novas perspectivas e melhorar seu trabalho ainda mais.

7 – A geografia não manda mais em nós

Quanto mais você viaja, mais conhecimento adquire e, como já escrevi aqui, mais inteligente e saudável você fica.

O que você pode fazer?

Você não precisa necessariamente sair do país para encontrar inspiração. Vá para a praia, dirija até uma cidade vizinha, pegue um avião para outro estado. Estar em movimento lhe ajudará a deixar sua zona de conforto e fazer novas conexões mentais.

8 – Seja legal (o mundo é uma cidade pequena)

Concentre-se em fazer novos amigos e ignorar os inimigos. É fácil se distrair e ficar tentado a responder comentários negativos, mas, isso é improdutivo. Evite entrar em discussões desnecessárias. Nada de tretar no Facebook.

O que você pode fazer?

Cerque-se de pessoas criativas e que tenham sucesso em determinada área. Quando você está rodeado dos melhores, se adapta mais facilmente ao nível deles. E, quando falo em cercar-se, não precisa necessariamente ser algo físico. Eu, por exemplo, adoro assistir os vídeos do Erico Rocha e do Gabriel Goffi. Eles não fazem parte do meu círculo social, mas os tenho como mentores e procuro absorver o máximo dos conteúdos publicados pelos dois.

9 – Seja chato (é a única maneira de terminar um trabalho)

As pessoas que são produtivas geralmente (geralmente!) levam uma vida mais chata. Criatividade requer energia, então você deve cuidar de si. Mantenha uma dieta saudável, pratique exercícios diários, medite e tenha uma boa noite de sono. Rotinas previsíveis, bons níveis de saúde e energia permitem que você seja mais produtivo.

O que você pode fazer?

Crie hábitos. Organize uma lista de tarefas de um jeito que lhe agrade e as cumpra. Já ouviu aquele papo de que uma tarefa executada por 21 dias seguidos se torna um hábito? Então…

10 – Criatividade e subtração

Estamos sendo vítimas de uma sobrecarga de informação. São as notificações do celular que não param de pipocar na tela, o feed de notícias do Facebook que parece um buraco negro, aquele vídeo curtinho do Snapchat que acaba lhe prendendo por bem mais que 15 segundos.

O que você pode fazer?

Crie limites para remover as distrações do seu dia a dia e manter o foco no trabalho. Precisa se concentrar em algo? Coloque seu celular em “modo avião”. Os smartphones são uma armadilha. É praticamente irresistível não clicar naquelas 12 mensagens recebidas no WhatsApp. Deixe de fora o desnecessário e foque no seu objetivo.

Bônus

Criatividade não é simplesmente um traço de personalidade que você nasce com, é um hábito consciente. Use os 10 segredos de Austin Kleon e comece a construir uma rotina de criatividade.

FTP Server – vsftpd

Padrão

Instalação de Servidor FTP no CentOS 7

yum install vsftpd
chkconfig vsftpd on
Editar o arquivo: /etc/vsftpd/vsftpd.conf
anonymous_enable=NO
chroot_local_user=YES
allow_writeable_chroot=YES
pasv_enable=Yes
pasv_min_port=40000
pasv_max_port=40100
 systemctl restart vsftpd.service
firewall-cmd --permanent --add-service=ftp
firewall-cmd --reload
setsebool -P ftp_home_dir on
setsebool -P allow_ftpd_full_access 1
useradd -m USUARIO -s /sbin/nologin
passwd USUARIO